Artigos

22/03/2014

Vacada Parida

Você sabe qual é a Equação da Vacada Parida?

Vacada Parida = 47 + 18 + 17 + 10 + 4 + 3 + 1

+ 47% de Nutrição

+ 18% de Sanidade

+ 17% de Manejos de Criação e Produção

+ 10% de Seleção Reprodutiva

+ 4% de Seleção Genética

+ 3% Hormônios

+ 1% Ambiência.

 

É bonito e muito lucrativo chegar à estação de parição nos meses agosto a outubro e ver a vacada parida e a bezerrada sadia.

Para tanto, é preciso focar na Eficiência Reprodutiva e seguir os 04 Passos: 

 

1. Alimente as Vacas:

O fator de maior importância na eficiência reprodutiva das vacas e novilhas é a nutrição. Vacas com baixo escore corporal têm baixa fertilidade. Não apresentam cio, retardam a involução uterina, apresentam retenção de placenta, cistos ovarianos, tem maior propensão à hipocalcemia pós-parto, maior índice de morte embrionária e aborto.

Por isso, o primeiro pré-requisito é manter as vacas e novilhas em pastos com boa oferta de capim. Além de fornecer um suplemento mineral compatível com o desafio reprodutivo.

 Parece simples. Porém, tem muito criador ignorando essa questão, e a vacada continua vazia.

Vacas selecionadas, vacinadas e manejadas não vão emprenhar se estiverem magras.

 

2. Vacine o Gado:

Vaca gorda, mas doente, não dá bezerro!

O segundo ponto de maior impacto na reprodução das vacas de corte e responsável por grande parte da infertilidade tem origem infecciosa. Doenças da reprodução, como: IBR, BVD, Leptospirose, Brucelose, Campylobacteriose e Tricomonose tem que ser prevenidas e combatidas.

A recomendação é adotar um Programa de Vacinação dentro de um Calendário Zoosanitário que possa garantir que todos os investimentos feitos em vacas, pastagens, sal mineral, manejos e infraestruturas não venham a se perder junto com os bezerros abortados ou mesmo nem concebidos devido aos vírus e bactérias que atacam o sistema reprodutivo das vacas e dos touros.

 

3. Maneje a Vacada:

O principal manejo para melhorar a eficiência reprodutiva das vacas e novilhas é a Estação de Monta, sua adoção sincroniza a maior oferta de capim (novembro a março) com a ciclagem das fêmeas, concentra os partos no final da seca (agosto a outubro), melhora o desenvolvimento dos bezerros, uniformiza os lotes, evita que a vaca passe toda a seca com o bezerro ao pé, racionaliza o uso dos touros e facilita a seleção reprodutiva. A somatória de tudo isso contribui muito para aumentar os índices de fertilidade.

Outro manejo auxiliar nesse processo é a o Creep Feeding, que tem como principal objetivo aumentar o desenvolvimento da bezerrada. No entanto, alivia a vaca através de uma menor dependência do bezerro pelo leite. O que propicia aumento do escore corporal da vaca e diminuição do período de serviço.

 

4. Selecione as Vacas pela Reprodução:

Descarte as vacas vazias!

A seleção reprodutiva no rebanho de cria é que vai garantir a viabilidade do negócio, proporcionando o maior número de bezerros nascidos no mesmo plantel de vacas. É a partir daí é que o produtor vai aumentar sua receita. Vacas que não emprenharam até o final da estação de monta apresentam algum problema reprodutivo. A permanência dessas vacas no plantel não justifica. O seu descarte seleciona as vacas e novilhas pela reprodução, que é o método de maior eficiência, pois nivela pelo resultado.

 

Dessa forma, para ter a vacada parida e bezerrada sadia na fazenda é preciso Alimentar e Manejar as Vacas Vacinadas e Selecionadas!

 

Fonte: Site Senepol Santa Luzia, junho de 2012.

 

Marco Aurélio Nunes 

Diretor Executivo da Marco Rural Consultoria em Agronegócios 

Especialista em Gerenciamento de Projetos pela FGV 

Especialista em Produção de Ruminantes pela Esalq/USP 

Veterinário pela UFU 

marcoaurelio@marcorural.com.br 

(34) 3210-7646








 

 

 

 

 

 







Assine nosso informativo e receba novidades da Marco Rural diretamente em seu e-mail. Basta preencher os campos abaixo e clicar em assinar.


*  Seu endereço de email:

E-Marketer

Últimos Tweets

Marco Rural

Av: Dr. Jaime Ribeiro da Luz, 971, sala 48 - Santa Mônica CEP: 38408-188
FONE: (34) 3210-7646 | 9 9162-0542  Uberlândia/MG -  marcorural@marcorural.com.br